Taxa de vacinação de 87 por cento – por que Portugal, campeão da vacinação, quer endurecer as medidas? – Notícia

O número de casos de coronavírus também voltou a aumentar em Portugal, embora a taxa de vacinação de cerca de 87 por cento não seja superior em nenhum outro país europeu. A situação ainda é calma nos hospitais. No entanto, o governo anunciou novas medidas. Isso também tem a ver com as próximas eleições, como sabe o jornalista Tilo Wagner.


Abra a caixa de pessoas
Feche a caixa da pessoa

O repórter freelance vive em Portugal há anos.

SRF News: Por que o governo está pressionando por novas medidas, apesar do estado relativamente controlado da pandemia?

Thilo Wagner: Portugal tem agido com muita cautela desde a grande crise de janeiro com um grande número de infecções e hospitais sobrecarregados e mortes. Por exemplo, não houve um grande “dia da liberdade” aqui no verão como na Grã-Bretanha. Máscaras também são exigidas em escolas e shoppings. Portanto, não é surpresa que o governo agora esteja apertando o freio novamente.

O primeiro-ministro Costa está agora tomando as medidas necessárias para controlar a pandemia.

O Parlamento será dissolvido no final de novembro, e novas eleições serão realizadas no final de janeiro. Como isso afeta a abordagem de Costa?

Como não haverá parlamento em serviço em dezembro e janeiro, medidas rígidas, como a declaração do estado de emergência, não podem entrar em vigor. Costa agora parece querer fazer o que for necessário antes de dissolver o Parlamento para manter a epidemia sob controle.

Há muita pressão para não sobrecarregar a economia com um novo desligamento parcial.

Quais são as novas medidas para discussão?

Por exemplo, Costa quer reintroduzir testes gratuitos nas drogarias. As medidas sanitárias também devem ser um pouco mais restritas – por exemplo, os requisitos de máscaras serão reintroduzidos em lojas menores e cafés. No entanto, há uma grande pressão na mídia e na sociedade para não pressionarem a economia novamente com um novo desligamento parcial. Em última análise, uma alta taxa de vacinação garante um certo nível de segurança para o setor de saúde e a sociedade, afirma.

READ  Portugal, Espanha e Itália continuam preocupados

Em Portugal, 90 por cento das pessoas serão vacinadas em breve. Por que a taxa de vacinação é tão alta lá?

Por um lado, existe grande confiança na ciência e na medicina. Uma das razões para tal é que muitos portugueses mais velhos ainda se lembram da elevada taxa de mortalidade infantil dos anos 1970. Por meio de vacinas e de um sistema de saúde melhor, isso foi remediado nas últimas décadas.

Muitos portugueses ainda se lembram da elevada taxa de mortalidade infantil dos anos 1970.

Por outro lado, as gerações em Portugal vivem muito próximas. Isso cria uma maior consciência da necessidade de proteger os outros. Esta influência está bem estabelecida na sociedade portuguesa – por isso deve vacinar-se mesmo que tenha dúvidas.

Desenvolver números de vacinação em comparação

Quão preocupado está Portugal com a próxima época de Natal?

Como a taxa de infecção está aumentando, certamente existem preocupações. Mas se quer tratá-lo principalmente com uma vacinação de reforço para maiores de 65 anos, que deve ser concluída antes do Natal. Haverá também convocações para serem testadas antes das festividades familiares.

Sob nenhuma circunstância deve haver uma festa de Natal como a de 2020.

Em hipótese alguma deve haver uma festa de Natal como a de 2020. Isso se tornou o gatilho para uma situação muito difícil em janeiro, com muitas mortes. Mas, dada a alta taxa de vacinação e abordagem cautelosa, é improvável que tal situação trágica ocorra.

Entrevistado por Zoe Gesler.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Rede Piauí