Saúde: Corona nas Nações Unidas: Delegação brasileira deve estar em quarentena – Política

O populista de direita Bolsonaro minimizou o coronavírus desde o início e se manifestou repetidamente contra o uso de máscaras e outras medidas de contenção. Na terça-feira, no início do debate geral das Nações Unidas em Nova York, ele levantou as sobrancelhas com declarações sobre sua abordagem à pandemia. Por exemplo, Bolsonaro elogiou o uso preventivo de medicamentos que não se mostraram eficazes contra o coronavírus. Ele confirmou várias vezes que ainda não havia sido vacinado contra o Corona.

Mesmo antes da discussão pública, os anfitriões dos EUA expressaram preocupação de que convidados e delegados estaduais de mais de 100 países em Nova York pudessem espalhar o vírus. A cidade de Nova York também queria impor a vacinação compulsória, que o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, rejeitou, alegando que ele não podia recusar a entrada de membros não vacinados da ONU.

Quiroga, que já foi vacinado com pelo menos uma dose, tweetou fotos nos últimos dias com Bolsonaro, sua esposa Michelle e representantes de fundos de investimento, entre outros. Ele também se encontrou com o primeiro-ministro britânico Boris Johnson, que por sua vez se encontrou com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Johnson, que foi totalmente vacinado, não arranjou nenhuma consequência direta. “Existem medidas da Covid com as quais o primeiro-ministro se comprometeu”, disse Downing Street na quarta-feira.

© dpa-infocom, dpa: 210922-99-320189 / 2

READ  30 melhores avaliações de Adesivo De Parede Infantil testado e qualificado

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Rede Piauí