Portugal compartilha cinco por cento de suas vacinas com a África

O primeiro-ministro português, Antonio Costa, anunciou que seu país vai dividir 5% das vacinas contra o Coronavírus com países africanos. Após dois dias de videoconferências com chefes de estado e de governo da União Europeia, disse que está a concentrar-se principalmente nos países onde se fala português. Assim, Portugal segue a sugestão do Presidente francês Emmanuel Macron.

Macron pediu aos países ricos que abandonem quatro ou cinco por cento das quantidades de vacinas o mais rápido possível. O presidente federal alemão Frank-Walter Steinmeier também fez campanha para trocar vacinas.

“Afirmamos a nossa solidariedade”

Ontem à noite, 27 chefes de Estado e de governo da União Europeia anunciaram ajuda internacional. A mensagem dizia: “Reafirmamos nossa solidariedade com os países do terceiro mundo e afirmamos nossa determinação em intensificar nossa resposta global à epidemia”.

A União Europeia está pronta para contribuir com uma parte “justa” para o ACT (Acesso ao Covid-19 Tool Accelerator). Os esforços para uma distribuição justa de vacinas no mundo foram agrupados em ACT-A com a Iniciativa Covax, promovida pela Organização Mundial da Saúde e a GAVI Vaccination Alliance.

Resolução no Conselho de Segurança da ONU

Enquanto isso, o Conselho de Segurança da ONU aprovou por unanimidade uma resolução sobre a distribuição justa de vacinas. Os quinze membros do conselho apoiaram a resolução apresentada pela Grã-Bretanha, que visa principalmente melhorar o acesso às vacinas contra o coronavírus em países dilacerados por conflitos e empobrecidos, de acordo com círculos diplomáticos.

Esta é a segunda resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre a pandemia do Coronavirus em um ano. Os membros do Conselho renovaram sua exigência de solidariedade com os países pobres e um cessar-fogo nos conflitos.

READ  Dezembro Vermelho: Florianópolis registra queda de 17% nos casos de HIV / AIDS

We will be happy to hear your thoughts

      Leave a reply

      Rede Piauí