O número de mortos em um desastre com rochas no Brasil subiu para dez

Os mergulhadores encontraram duas pessoas que ainda estão desaparecidas, anunciou o corpo de bombeiros na noite de domingo. Além do motorista do barco, estão mortos e desaparecidos um casal, um filho, um neto e outros parentes e amigos, disse o policial regional Marcos Pimenta em entrevista coletiva.

Eles vieram de Minas Gerais e São Paulo e estavam no barco “Jesus”. Os corpos foram levados para a cidade vizinha de Passos. Cinco mortos foram identificados na noite de domingo. Por causa de sua condição, a identificação foi considerada difícil para os legistas.

Passeio de barco clássico

Imagens de vídeo na tarde de sábado mostraram como algumas pedras caíram de um penhasco e, em seguida, uma grande parte de uma rocha caiu. Ele virou nos barcos de recreio que navegavam abaixo dele no Lago de Furnas, em Capitólio. De acordo com o corpo de bombeiros, dois barcos foram atingidos diretamente e outros dois indiretamente.

O lago, localizado a cerca de 400 quilômetros ao norte da cidade de São Paulo, com seus fiordes, é um destino turístico popular na região. O vasto Reservatório de Furnas, no Rio Grande, também é conhecido como “Mar de Minas”. As férias de verão estão ocorrendo no Brasil, e um passeio de barco pelos desfiladeiros é considerado um clássico.

Ainda não está claro como o acidente poderia acontecer. A Marinha do Brasil, que participou da operação de resgate, anunciou a abertura de uma investigação. Em Minas Gerais, choveu muito recentemente, como no vizinho nordeste da Bahia. 138 cidades ficaram em estado de alerta e a barragem da hidrelétrica de Barra de Minas ameaçou ruir neste domingo.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Rede Piauí