Números da Euromilhões

O Parlamento não conseguiu suspender hoje o primeiro pagamento da conta 2021 proposto hoje pela Segurança Pública, depois de ter aprovado uma proposta do PCP que permitiria a dispensa desta obrigação fiscal durante 2021.

A proposta do PSD foi rejeitada pelos votos contra o Partido Socialista, abstenção, Partido Comunista Palestino, Partido Popular e voto a favor dos outros partidos (PSD, CDS-PP, Chega, IL).

A proposta do PCP, que visa as micro, pequenas e médias empresas e cooperativas, foi aprovada sem voto de oposição, com a abstenção do PSD na votação e o endosso de outros partidos.

O texto dos comunistas afirma que essas sociedades “podem ficar isentas de pagamentos por conta (PPC)”, e que quem pretende pagar “pode fazer esses pagamentos, nos termos e nos prazos estabelecidos por lei”.

Hoje, o PSD alterou a sua proposta de pagamento em nome do International Rescue Committee, antecipando a suspensão do primeiro destes pagamentos em 2021 por cooperativas e Micro, Pequenas e Médias Empresas (PME) com perturbação da receita.

“Durante 2021, o primeiro pagamento na conta (PPC) estipulado nos parágrafos 2 e 3 do artigo 105 do Código do IRC foi suspenso”, diz o texto da nova proposta do PSD, que especifica que este comentário se aplica “exclusivamente a cooperativas e MPMEs. Volume que “vê” uma queda de 25% ou mais nas vendas no primeiro trimestre de 2021 em relação ao mesmo período do ano passado.

O deputado Afonso Oliveira da Segurança Pública, esta manhã, durante o debate sobre a dotação do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), anunciou a intenção do seu partido de alterar a proposta inicial de maior alcance global, prevendo a suspensão do Orçamento do Estado durante o período. Onde forem aplicadas medidas restritivas para operar as atividades econômicas, serão aplicados os pagamentos reais de IRC calculados de acordo com o resultado do ano. ”

READ  A tempestade clemente está chegando, mas deve passar por Portugal continental

Na ocasião, Afonso Oliveira justificou a mudança, sublinhando a necessidade de “compreender” que “o governo, o estado, o orçamento do Estado, as contas públicas“ têm “necessidades de caixa”.

O Secretário de Estado da Fazenda, Antonio Mendonça Mendes, saudou este desenvolvimento.

Em relatório divulgado hoje, a Unidade Técnica de Apoio ao Orçamento (UTAO) alertou que a proposta original do PSD não era “condicionada ao colapso da atividade provocado pela epidemia”, já que se aplica “a todo o mundo das cooperativas, micro e pequenas. E médias empresas”.

De acordo com a UTAO, a proposta inicial do PSD de suspender o pagamento da conta teria um impacto nas receitas de € 1.511 milhões em 2021 se aprovada.

O pagamento por conta é uma das formas pelas quais as empresas pagam o IRC que têm de pagar, mas o seu valor final só é apurado no ano seguinte, com a entrega do formulário de declaração anual 22.

No sistema atual, as empresas efetuam três pagamentos na conta – em julho, setembro e dezembro – sendo o valor calculado com base no imposto pago em relação ao ano anterior ao pagamento.

A fórmula de cálculo dos pagamentos por conta é sensível às faturas anuais das empresas (é mais leve para quem fatura até 500.000 euros por ano), e também existe a possibilidade de as empresas suspenderem a terceira prestação, se constatarem que o montante que já têm adiantado é superior ao imposto que têm de pagar.

Written By
More from Ariana Yara

Como tornar o Signal um aplicativo mais seguro em seu smartphone

Além do Telegram, o Signal também foi uma opção para muitos que...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *