Desmatamento continua na Amazônia em níveis recordes

Ao contrário do que promete o governo brasileiro, que está sob pressão internacional, o desmatamento na Amazônia brasileira ainda está em nível recorde.

O básico em resumo

  • Na Cúpula do Clima de Glasgow, o Brasil prometeu ações contra o desmatamento na Amazônia.
  • No entanto, isso ainda está em um nível recorde em outubro.
  • No mês passado, 870 quilômetros quadrados de floresta tropical foram desmatados.

Só em outubro, foram desmatados 870 quilômetros quadrados de floresta tropical, segundo dados preliminares divulgados sexta-feira pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que avalia dados de satélite. Isso representa um aumento de cinco por cento em comparação com outubro de 2020 (836 quilômetros quadrados) e o maior valor para o mês desde 2016.

A Amazônia desempenha um papel importante na proteção do clima

O Brasil, onde houve escassez de água e secas em grande parte dos últimos meses, recebeu um papel importante na proteção do clima.

A proporção do país sul-americano na região amazônica, que é um importante reservatório de dióxido de carbono destruidor do clima, corresponde ao tamanho da Europa Ocidental em área. O presidente de direita Jair Bolsonaro vê a Amazônia principalmente como um potencial econômico inexplorado.

O governo brasileiro anunciou em Glasgow que encerrará a extração ilegal da floresta amazônica até 2028. O presidente Jair Bolsonaro definiu 2030 como uma meta na cúpula do clima do presidente dos EUA, Joe Biden, em abril. “O dado é um lembrete de que o mesmo Brasil nos corredores e salas da conferência COP26 em Glasgow onde ladrões de terras, madeireiros ilegais e garimpeiros têm licença do governo para destruir a floresta”, disse ela em nota. Centro de Pesquisas Climáticas “Observatório do Clima”.

Mais sobre este assunto:

Dados do governo de Joe Biden Amazon


READ  Serviço médico em Portugal: residente em Straubing como autêntico assistente em vermelho, azul e verde - a cidade de Straubing

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Rede Piauí