Descubra as maravilhas que a sopa de tomate pode fazer pela sua saúde

Nem todo mundo gosta de sopa. Depois tem quem gosta, mas não apóia o tomate. Mas descubra se você faz parte desse grupo, faça um esforço para comê-lo. Porque faz maravilhas para a saúde e o bem-estar. Porque os tomates são ricos em vitaminas, minerais, antioxidantes e compostos vegetais. Esses elementos oferecem muitos benefícios à sua saúde. Segundo a ciência, esses nutrientes protegem contra várias doenças. Como doenças cardíacas e câncer. A Healthline afirma que a sopa de tomate é altamente nutritiva, rica em antioxidantes, tem propriedades de combate ao câncer, aumenta a imunidade e pode reduzir o risco de doenças cardíacas.

Comer alimentos saudáveis ​​pode ajudar a prevenir e aliviar a dor crônica

A Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED) tem como objetivo sensibilizar para a importância de uma alimentação saudável e equilibrada no tratamento da dor. A alimentação melhora as funções do sistema nervoso, do sistema imunológico e do sistema endócrino, o que afeta diretamente as experiências de dor, lembrando que perder ou manter o peso reduz a carga nas articulações e, portanto, a inflamação. Além disso, a alimentação e o peso afetam o risco e / ou gravidade de outras comorbidades, como doenças cardiovasculares, diabetes e ansiedade, que muitas vezes coexistem e exacerbam a dor crônica.

Comer alimentos saudáveis ​​pode ajudar a prevenir e aliviar a dor crônica

Leia também: Aprenda o segredo para limpar um micro-ondas em minutos

Anna Pedro, presidente da Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED), afirma: “A alimentação é um grande aliado no tratamento da dor crónica, visto que está associada ao elevado peso e à qualidade da alimentação. É extremamente importante que estes doentes consultem o médico que controla a sua alimentação para evitar o aumento de peso e o consequente stress”. Desta forma, o médico pode ajustar a dieta e certificar-se de que está consumindo todos os alimentos necessários para uma alimentação saudável e equilibrada.

READ  488 GT modificado. Nova arma de pista da Ferrari - Observer

Cerca de 40% dos portugueses sofrem de dores crónicas

Diversidade e equilíbrio nutricional são essenciais, sendo importante ingerir alimentos ricos em ácido ascórbico (vitamina C) e potássio, como frutas cítricas, manga, mamão, kiwi, morango, brócolis, banana, farelo de aveia e nozes. Também são importantes os alimentos ricos em cálcio e magnésio, pois melhoram a contração muscular e a transmissão dos impulsos nervosos, como brotos, agrião, laticínios, feijão, lentilha, espinafre, etc. Além disso, as fontes de triptofano aumentam a produção de serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar. Exemplos dessas fontes são carne magra, peixe, iogurte desnatado, legumes, damascos e açaí.

Também vemos: 4 lugares a evitar durante a epidemia de Coronavirus

Cerca de 40% da população portuguesa sofre de dores crónicas, que é a segunda doença mais prevalente em Portugal e causa doença, ausência, dependência, afastamento social e incapacidade temporária ou permanente, causando custos exorbitantes para os sistemas de saúde, com grande impacto na saúde. Qualidade de vida para pacientes e familiares. Portanto, é fundamental buscar mecanismos que aliviem a dor, como a adoção de uma alimentação saudável e balanceada, melhorando assim a qualidade de vida.

A Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED) tem como objectivo promover o estudo, educação e divulgação dos mecanismos fisiopatológicos, meios de prevenção, diagnóstico e tratamento da dor em Portugal, de acordo com as normas estabelecidas pela International Pain Association. Estudo da dor e quem.

Siga ParaEles no Instagram

Siga ParaEles no Instagram
Instagram paraelesofficial

Written By
More from Arzu

A Itália aplica novas restrições com base em três áreas de risco – o Resumo Executivo

A Itália vai implementar novas medidas de combate à propagação da epidemia,...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *