Carrilho ataca Bárbara Guimarães: Tive que proteger Carlota em situações muito perigosas – A Furúnculo

Manuel maria carrillo Esta sexta-feira esteve no programa Manuel Louis Josha Na TVI. Em conversa com o apresentador, o ex-político falou sobre o processo de divórcio e também sobre as denúncias de violência doméstica por parte de sua ex-mulher. Bárbara Guimarães.

“Acredito mais no tempo do que na justiça. Tenho muito a ver com indiferença sobre o que se diz, o que está acontecendo ao meu redor. Acho que o tempo acaba com o esclarecimento de tudo. Sei que existem erros judiciais fatais que não têm correção, mas no meu caso sou indiferente ao que está acontecendo de Tento resistir quando as coisas estão desagradáveis ​​… principalmente neste caso, as acusações eram tão falsas que eu não conseguia acreditar., Dizendo.

Em confronto com o apresentador do programa se pensa que tem tempo para “reabilitar” a sua imagem perante a opinião pública, o ex-ministro da Cultura diz se sentir “muito bem”, acrescentando que o que mais custou foi o impacto das acusações na vida. de crianças: “O que mais me custou foi o efeito que teve nos nossos dois filhos, o que foi feito com muita brutalidade.”

O interlocutor também questionou o ex-professor se ele não acreditava que se condenou por tomar posições e posturas no meio da praça pública. “É muito fácil falar sobre o que aconteceu em situações completamente inesperadas. Acho muito difícil para uma pessoa não reagir como eu quando fui traída desta forma, roubada, estuprada, agredida, crianças tiradas dele. Ativos e muitos deles até hoje foram rejeitados. Além disso. Dizer coisas que é hora de afirmar são mentiras. Eu me defendi apenas dizendo que essas coisas acontecem por um motivo. E, curiosamente, quando esse motivo é, por razões não relacionadas a mim, eles são os agentes das massas que descobriram que havia alguém que encontraram em coma alcoólico. … este crime foi muito tranquilo e é por isso que estou tão tranquilo. ”

READ  30 melhores avaliações de Saida De Maternidade testado e qualificado

“Os principais objetivos neste sentido são saber quem tinha razão. A única opinião que me interessa aqui é a de Denise e Carlota.”, Ele disse.

Manuel Maria Carrillo também negou ter frequentado um curso de formação para maridos abusivos.

O ex-ministro da Cultura disse ainda que deveria ter protegido a filha mais nova, Carlotta, De situações sensíveis.

“Tenho a consciência limpa, tenho meus filhos comigo, onde se sentem protegidos. Não por acaso, não vou falar aqui, mas tenho que proteger Carlotta, que pede a minha proteção e a de seu irmão mais velho, em situações realmente perigosas que não vou revelar aqui.”, Ele disse.

Sobre se o processo de violência doméstica é estressante para ele, Manuel Maria Carrillo admite: “É difícil. Ainda é difícil, mas não é por minha causa. É a vida.”

“Nunca fui violento. O advogado perguntou ao pai, à mãe e à empregada três vezes no tribunal se eu já tinha sido violento e eles disseram que não. A segunda pergunta era se eu tinha insultado minha ex-mulher. Eles responderam que não. A pergunta era ‘Ele já falou antes’ e eles disseram não”, Ele disse.

“Meus filhos são totalmente gratuitos”, Garantido.

Sobre a acusação do apresentador de alcoolismo e de “50 comprimidos por dia”, Manuel Maria Carrillo disse: “A situação criada foi totalmente infeliz. Eles continuam assistindo programas como este perigoso. E aqui estamos nós.”.

We will be happy to hear your thoughts

      Leave a reply

      Rede Piauí