Brasil: investidores católicos exigem proteção da Amazônia

Quase 100 investidores católicos do Brasil e de outros países pediram ao governo brasileiro que proteja a Amazônia e os direitos dos povos indígenas. Caso contrário, eles vão reconsiderar ou até desistir.

Os signatários da carta, enviada às autoridades brasileiras na terça-feira, são o presidente Jair Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Murao, atores predominantemente católicos do setor financeiro – como investidores em títulos do governo brasileiro e ações de empresas.

Também entre os dois sites Autoridade Especial para Ecologia Integrada e Mineração Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB), Rede Católica InternacionalO Movimento Católico Global pelo Clima(GCCM), Igreja e Banco Caritas (BKC) tem sede em Paderborn, Alemanha. Os autores citam o ciclo ecológico do Papa Francisco como ponto de referência de seu interesse Elogiado e elogiado (2015).

É contraproducente para sua economia

Os signatários da carta alertam que a destruição da floresta amazônica e a violação dos direitos humanos não são apenas uma ameaça à reputação do Brasil na comunidade internacional, mas também uma ameaça real à economia brasileira. Mais e mais consumidores boicotam os produtos brasileiros. Os bancos deixarão de financiar empresas brasileiras direta ou indiretamente envolvidas no desmatamento e os investidores se absterão de comprar ações e ações dessas empresas.

Se o governo brasileiro não tomar medidas decisivas contra o desmatamento das florestas tropicais e negar aos indígenas o direito de voto, os signatários do apelo ao presidente Bolsonaro também irão “rever ou liquidar” seus investimentos em empresas brasileiras, títulos do governo e atores financeiros ameaçados.

É necessária uma mudança de direção

Eles estão exigindo um plano de negócios do governo que forneça estratégias de investimento eticamente sustentáveis ​​e aplique padrões ambientais rigorosos. O desmatamento e o reflorestamento devem acabar. Além disso, os povos indígenas e seus habitats devem ser protegidos. Outro requisito é que as disposições restritivas contra as ONGs sejam levantadas.

READ  Jobless claims rise to the highest weekly total since August

(Notícias do Vaticano – Relações Públicas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *