Bolsa de Valores Ocupada: protesto contra a fome no Brasil

Os sem-teto brasileiros ocuparam temporariamente o prédio da Bolsa de Valores do Brasil na capital econômica de São Paulo. A ideia é usar a manifestação para destacar o quanto está disseminada a fome no Brasil, enquanto os ricos do país vão ficando mais ricos, organizadores do Movimento dos Trabalhadores Sem-teto (MTST) e do Movimento Popular são citados pelo jornal “Folha de S. Paulo”. Sem medo (a frente Buffo Sum Mido) hoje.

A política do governo do presidente Jair Bolsonaro é a razão desse processo. Na pandemia do coronavírus no Brasil, a fome voltou com força total.

19 milhões de pessoas passam fome

19 milhões de brasileiros passam fome, segundo estudo realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Segurança Alimentar (Carta PENSSAN) em abril. Além disso, o número de moradores de rua aumentou significativamente nas grandes cidades, como São Paulo e Rio de Janeiro.

O maior e mais populoso país da América Latina sofreu repetidamente com a fome. Em 2014, o mapa da fome também saiu graças aos programas sociais do então chefe de estado Luís Inácio Lula da Silva (2003-2011).

Bolsonaro, de extrema direita, que governa o país desde 2019, suspendeu o Conselho Nacional de Segurança Alimentar em um de seus primeiros atos oficiais. A crise econômica e os cortes nos programas sociais deixaram muitas pessoas para trás e famintas. A epidemia intensificou o desenvolvimento.

READ  30 melhores avaliações de Slam Dunk 10 testado e qualificado

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Rede Piauí