Antonio Costa teve uma ligação “muito séria” e passou o Natal isolado

Autoridades de saúde anunciaram que o primeiro-ministro Antonio Costa esteve em contato com uma exposição de alto risco ao Coronavírus, pois permaneceu em isolamento preventivo na residência oficial até o final do período de vigilância ativa de 14 dias.

“Na sequência da exposição ao caso de covid-19, ocorrido a 16/12/2020, do Primeiro-Ministro, Dr. António Costa, e após avaliação de risco realizada pela Autoridade Sanitária, este foi considerado em contacto com exposição grave. Perigo”, confirma no comunicado da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vali Aeroporto Do Tiggo (ARSLVT)

A ARSLVT referiu que Antonio Costa está, portanto, sob “vigilância activa por um período de 14 dias, a contar da data da última exposição, com isolamento preventivo na sede oficial até ao final do período de observação activa”. Tendo em vista que a exposição de alto risco ocorreu no dia 16, isso significa que o Primeiro-Ministro passará o Natal em isolamento protetor.

Antonio Costa já estava em isolamento preventivo, preventivo, do vírus Corona, depois que esteve nesta quarta-feira, no Palácio do Eliseu, em Paris, com o presidente francês, Emmanuel Macron, que estava infectado com o novo vírus Corona.

Um comunicado do gabinete de António Costa nesse dia afirmava que o Primeiro-Ministro se encontrava em isolamento protector, aguardando que a autoridade sanitária determinasse o encarceramento resultante do contacto com os riscos, mas manteve todas as actividades operacionais e a actual agenda de trabalho.

Portugal registou pelo menos 5.977 mortes relacionadas com covid-19 em 366.952 casos confirmados, de acordo com o último boletim da Direcção-Geral da Saúde (DGS).

We will be happy to hear your thoughts

      Leave a reply

      Rede Piauí