A Coreia do Norte queria roubar os dados da vacina da Pfizer

No ataque aos sistemas de computador da Pfizer, os hackers também buscavam obter dados para tratar a infecção por Corona, informou a agência de notícias sul-coreana Yonhap na terça-feira. A agência contou com deputados informados pelo Serviço de Inteligência do Estado. A Pfizer é uma das maiores empresas farmacêuticas do mundo e, em cooperação com a empresa alemã Biontech, está produzindo uma vacina contra a Corona.

E o país, liderado pelo governador Kim Jong Un (37 anos), já havia fechado suas fronteiras no final de janeiro de 2020 para se proteger do vírus Corona – como o primeiro país do mundo. De acordo com Pyongyang, ainda não há nenhum caso de corona lá. Mas os especialistas duvidam disso. Porque o vírus se espalhou pela primeira vez na China, que abastece seu vizinho isolado com produtos. E: A Coreia do Norte recebe quase dois milhões de doses de vacinação Corona mediante solicitação, embora seja suposto ser livre de Corona

READ  Depois de um grande apagão no Texas: enlouqueça com contas de eletricidade insanas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *