Por: Thiago Andrade
Repórter

Trabalhadores rurais protestam contra reforma previdenciária no aeroporto

Os agricultores estão sem comer desde às 15 horas da última terça-feira

Trabalhadores da zona rural fizeram um protesto no aeroporto Senador Petrônio Portella, em Teresina, na manhã desta quinta-feira (14/12), a manifestação teve como objetivo apoiar agricultores que estão há três dias em greve de fome. Segundo Afonso Galvão, coordenador estadual do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), o protesto é realizado em todo Brasil e o objetivo é impedir a aprovação da reforma da Previdência.

Os agricultores estão sem comer desde às 15 horas da última terça-feira (12/12). Bebendo somente água e soro, eles estão tendo acompanhamento médico.

Líria Aquino, de 29 anos, e Leonardo Machado, de 23, são trabalhadores ruraisLíria Aquino, de 29 anos, e Leonardo Machado, de 23, são trabalhadores rurais(Foto: Édrian Santos/OitoMeia)
 

“A medida que estamos tomando aqui é uma medida extrema. As pessoas colocam sua própria vida em risco para defender que essa reforma da Previdência não seja votada no Congresso Nacional e só iremos suspendê-la quando tivemos a certeza que essa votação for adiada ou até mesmo suspensa”, declara Afonso Galvão.

De acordo com informações de Galvão, a manifestação nacional começou no dia 05 de dezembro com duas pessoas, que decidiram iniciar o protesto na Câmara Federal em função da perspectiva de votos que seria semana passada.

“Tudo começou quando houve a perspectiva de votação da reforma da Previdência na semana passada, duas militantes resolveram fazer a greve de fome. O protesto se prolongou e foi ganhando força no país e hoje está aqui em Teresina”, afirma.

A manifestação nacional começou no dia 05 de dezembro
A manifestação nacional começou no dia 05 de dezembro(Foto: Édrian Santos/OitoMeia)

 

Notícias

MAIS NOTÍCIAS