Por: Thiago Andrade
Repórter

Software do SUS de Teresina pode ser modelo para o Brasil

A nova ferramenta evita fraudes e acelera os atendimentos no SUS

A Nova Central de Regulação do atendimento ambulatorial, de internações hospitalares e de transportes no SUS, de Teresina, foi o assunto do encontro de trabalho hoje no Ministério da Saúde. Os serviços foram implantados em cerca de seis meses pelo presidente da Fundação Municipal de Saúde, Sílvio Mendes, que deu o software graciosamente para que o Ministério possa utiliza-lo em todo o país.

Estavam na reunião o Ministro Ricardo Barros, o Secretário Executivo, técnicos da Secretaria de Assistência à Saúde, da Atenção Básica e da Tecnologia de Informação. Representantes do Conselho Nacional Secretários de Saúde (CONASS) e do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS). Depois da apresentação, realizada por especialistas da FMS, e debates ficou acordado a visita dos técnicos do Ministério da Saúde à Teresina e encontro de gestores do SUS para conhecer o software.

Sílvio Mendes, que deu o software graciosamente para que o Ministério
Sílvio Mendes, que deu o software graciosamente para que o Ministério (Foto:Ascom)

Na opinião do presidente da FMS, Silvio Mendes, a nova ferramenta evita fraudes e acelera os atendimentos no SUS já que todos os usuários ficam em uma fila única regulada pela classificação de risco. "Colocamos o nosso software à disposição do Ministério e toda a nossa equipe porque o mais importante é oferecer serviços de qualidade e ágil para a população, afirmou Silvio Mendes.

 O Ministro da Saúde também convidou Silvio Mendes para participar de um encontro, realizado hoje na capital federal, com técnicos do Banco Mundial. O assunto foi como tornar o SUS mais eficiente.

Notícias

MAIS NOTÍCIAS