Por: Thiago Andrade
Repórter

PT instala comitê popular em Campo Maior

Os comitês se reúnem em manifestação no próximo dia 22 de janeiro, em Teresina

O PT instalou no último sábado (13/01), na cidade de Campo Maior, um comitê popular em defesa do ex-presidente Lula. O movimento procura apoio da população contra a condenação do ex-presidente e pelo seu direito de ser candidato nas eleições de outubro.

A Presidente do diretório municipal da PT, Professora Ida afirma que o comitê será estabelecido em diversos municípios do Estado para mobilizar a população para um calendário elaborado pela sigla. Os comitês se reúnem em manifestação no próximo dia 22 de janeiro, em Teresina, e dia 24 janeiro, em Porto Alegre – onde Lula será julgado.

O comitê será estabelecido em diversos municípios do Estado
O comitê será estabelecido em diversos municípios do Estado (Foto:Em foco)

“A democracia não pode ser atingida desse ponto. Querem tirar o direito do povo escolher seus representantes, e nós temos de nos mobilizar contra tudo isso”, afirma Ida. “O Comitê em Campo Maior já começa com um grande apoio do povo, porque todos sabem que querem condenar Lula sem motivos”, acredita.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campo Maior, Francisco das Chagas, destaca as melhorias conquistadas pelos trabalhadores do campo nas gestões petistas e criticou a falta de políticos no evento. “Cadê os políticos que brigavam pra tirar um “santinho” ao lado de Lula?”, questionou.

A reunião do partido nesse sábado foi realizada no auditório da Câmara de Vereadores e reuniu Políticos como o deputado estadual João de Deus, o prefeito de Campo Maior Professor Ribinha e do presidente da Câmara de Campo Maior Fernando Miranda, bem como movimentos sociais e associações.

Auditório da Câmara de Vereadores e reuniu Políticos como o deputado estadual João de Deus
Auditório da Câmara de Vereadores e reuniu Políticos como o deputado estadual João de Deus (Foto:Em foco)

 

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região de Porto Alegre julga no dia 24 de janeiro o ex-presidente Lula no processo conhecido com Tríplex do Guarujá. Caso seja condenado, o ex-presidente pode perder o direito de ser candidato a presidente da república. Manifestações devem acontecer em vários Estados em defesa de Lula.

Notícias

MAIS NOTÍCIAS