Por: Thiago Andrade
Repórter

Pesquisa mostra que mulheres ganham menos que homens

Essa diferença decorre de uma herança cultural machista

As mulheres ganham menos do que os homens em diversos cargos. É o que indica a pesquisa salarial da Catho que avalia 8 funções, de estagiários a gerentes. A maior disparidade é no cargo de consultor, no qual os homens ganham 62,5% a mais do que as mulheres.

Essa diferença decorre de uma herança cultural machista que também contribuiu para a entrada tardia das mulheres no mercado de trabalho, que passaram a buscar condições igualitárias a partir das décadas de 1960 e 1970.

Cada vez mais os homens e mulheres estão procurando fazer um curso superior para obter sua entrada no mercado de trabalho. Essa meta pode ser atingida de forma rápida por meio de estágios que muitos concursos oferecem aos alunos nos primeiros anos da graduação.

A força da mulher está presente nas universidades brasileirasA força da mulher está presente nas universidades brasileiras Foto:Reprodução da internet

A força da mulher está presente nas universidades brasileiras. Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o número de mulheres que ingressam no ensino superior supera o de homens.

Dados obtidos por meio da relação anual de informações sociais – RAIS cadastro que faz levantamento periódico de informações revelou que no Estado do Piauí o salário para a mulher com curso superior no ano de 2015 era em trono de 3.540,07 reais, já no ano posterior (2016) houve um aumento para 3.573,28 reais. Os homens ocupam os mais diversos cargos e são bem mais renumerados, segundo informações eles ganhavam em 2015 cerca de 5.250,86 reais e em 2016 aumentou para 5.295,12.

Notícias

MAIS NOTÍCIAS