Por: Pedro Henrique Santiago
Repórter

Permissionários da Ceasa fazem manifestação contra aumento das taxas

A Nova Central de Abastecimento do Piauí passou a ser gerida pela empresa Brasil Fruit em parceria com o Governo do Estado.

Uma manifestação realizada na manhã de hoje, 02, pelos permissionários da Nova Ceasa reclamavam sobre o aumento das taxas cobradas pela atual administração. O aumento seria de 204%.

Além do valor que deve ser cobrado, outra reinvidicação, é o novo horário estabelecido pela nova administração do local. Para Francislene Silva, a mudança de horário deve trazer prejuízo por conta da possibilidade de perder mercadorias. “Nosso horário iniciava durante a madrugada, mas agora, começa às quatro da tarde, que não é um horário favorável para nós, já que é mais fácil perder mercadoria por conta de questões relacionadas ao fornecedor”, afirmou a permissionária.

Permissionários da Nova Ceasa fazem manifestos contra aumento das taxas
A Parceria Público Privada prevê investimento de R$ 3,6 milhões em obras e reformas /  Crédito: Moura Alves - O Dia

Os permissionários ainda reclamam da falta de estrututra do local.  “A Ceasa vive uma situação camuflada.  Estamos nos sentindo oprimidos. Se você não paga o seu boleto, você está sujeito a perder seu local de trabalho”, relata Orlandir Vieira, permissionário.

RESPOSTA DA NOVA ADMINISTRAÇÃO DA CEASA

Segundo a assessoria da Nova Ceasa, os reajustes das taxas já estavam previstos desde que o processo licitatório foi vencido pela nova administração.

Notícias

MAIS NOTÍCIAS