Por: Victória Ribeiro
Repórter

Motorista de ônibus que atropelou recepcionista alega sinal amarelo e atraso

Segundo informações do Sintetro, é a primeira vez que ele se envolve em um acidente

Fernando Feijão, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (Sintetro), explica que a classe está acompanhando sobre o caso da recepcionista Cristiane Paz da Costa, 34 anos, que foi atropelada por um ônibus da linha Saci/Shopping quando estava atravessando a Avenida Frei Serafim, na última quarta-feira (24).

onibus
Cidadeverde.com

O presidente do Sintetro relatou em entrevista ao site Cidade Verde, que conversou informalmente com o motorista do ônibus envolvido no acidente, e ele relatou que o sinal no momento ainda estava amarelo. Fernando explicou ainda, que é necessário que o resultado da perícia seja concluído para que o caso seja esclarecido.  “Ele disse que só viu quando ela [recepcionista] atravessou na frente do ônibus, quando o sinal ainda estava amarelo”, explicou Fernando Feijão.

O homem trabalhava a quatro anos como motorista, e segundo informações do Sintetro, é a primeira vez que ele se envolve em um acidente. Ele explicou que o motorista está psicologicamente abalado com o caso e não consegue mais trabalhar desde então.

Motorista alega que estava atrasado

O motorista informou ao Sintetro que além do sinal estar amarelo, ele ainda estava atrasado para cumprir a rota.  “Nada justifica a morte da recepcionista e temos que buscar maneiras para que não aconteçam mais acidentes. O motorista contou que estava atrasado e devia está mesmo porque temos que cumprir uma jornada extensa em pouco tempo”, acrescenta o presidente.

Segundo Jettan Pinheiro, que é coordenador das delegacias especializadas, o motorista deverá se apresentar a Policia Civil nesta segunda (29).

Notícias

MAIS NOTÍCIAS