Por: Pedro Henrique Santiago
Repórter

Ex-PM envolvido em confusão será julgado hoje (15)

Igor Gabriel fazia a escolta do filho do prefeito de Avelino Lopes

O julgamento do ex-policial militar, Igor Gabriel, acontecerá na manhã desta quinta-feira, 15. Acusado de ter assassinado com cinco tiros, um jovem identificado com Alan, em um posto de gasolina, na zona leste da Teresina, após uma confusão envolvendo o filho do prefeito de Avelino Lopes, Marcos Alves, o ex-policial deve responder pelo o crime de homivihom qualificado.

O julgamento deve acontecer na 1a. Vara do Tribunal do Júri. Serão ouvidas cinco testemunhas de acusação e mais dois informantes para depor em plenário, todas selecionadase pela promotoria, enquanto a defesa também convocou o mesmo numero de testemunhas e pessoas para depor a favor do ex-policial.

O crime aconteceu em 20 de fevereiro de 2016 em uma loja de conveniência, instalada em um posto de gasolina. Alan, que é filho de um oficial de justiça, estaria saindo do estabelecimento com bebidas e o ex-PM, teria chegado em companhia do filho do prefeito de Avelino Lopes e mais uma pessoa, e no momento o local havia fechado. Os três tentaram forçar entrar, mas o proprietário teria negado abrir as portas para atendê-los. Foi quando Igor Gabriel teria pedido para Alan comprar cerveja para os três e ele havia também negado, então o policial, o filho do prefeito e está terceira pessoa iniciaram a agressão à vitima, que tentando resistir, foi alvejada com cinco tiros pelo ex-policial.

Expulsão da PM

Lotado no 7° Batalhão da Polícia Militar em Corrente, Igor Gabriel foi expulso no dia 24 de maio de 2016 sob a alegação que ele não usou de forma distinta os treinamentos como Policial Militar que recebeu.

Roubo de carga

O ex-policial militar foi preso em um sitis, localizado na zona rural da capital, onde foi encontrado junto a ele uma carga de café, roubada em Altos.

A propriedade pertence a um tambrm ex-policial militar, que foi preso junto com um empresário. Neste momento os dois encontram-se em liberdade.

Notícias

MAIS NOTÍCIAS