Por: Pedro Henrique Santiago
Repórter

São Raimundo Nonato: Esgoto está sendo despejado em lagoa usada pela população

Moradores do entorno reclamam constantemente do risco à saúde de crianças e idosos

Há meses a Lagoa do Mato, no município de São Raimundo Nonato, região sul do Piauí, vem sofrendo um dos piores crimes ambientais já registrados. Dejetos da rede de saneamento básico, decorrente dos bairros Gavião e Santa Fé estão sendo lançados diretamente na bacia da Lagoa do Mato.

Projeto mal feito que nem precisava ser engenheiro para saber que aquilo estava errado. Na rede principal de distribuição do saneamento dos bairros Gavião e Santa Fé, antes de chegar na estação  Elevatória, foram colocadas duas bocas de lobo na área mais baixa de acesso à lagoa do Mato, quando a lagoa está cheia essa bocas de lobo ficam submersas na água da lagoa.

Como essas bocas de lobo estão abaixo do nível o esgoto está submergindo e sendo lançado direto no leito da lagoa. Resultado disso é a contaminação da água da lagoa em grande escala e de forma continuada. Isto é um crime ambiental sem precedente e as autoridades municipais fingem desconhecer os fatos.

Lagoa do Mato
O local é visto como área ambiental e está recebendo dejetos da rede de esgoto das casas e comércios por perto/Crédito: PortalSRN

Por incrível que pareça o Município de São Raimundo Nonato tem uma Secretaria de Meio Ambiente, mesmo assim, o problema é velho e até agora nada foi feito para tentar pelo menos amenizar o problema.


Que o Piauí é um dos estados brasileiros que menos tem números positivos quanto ao saneamento básico, é público e notório. Agora a ingerência do poder público para resolver esses problemas que estão mais que expostos e afeta a saúde de seus habitantes e consequentemente o volume de recurso que deve ser investido nessa área é maior. 

Por conta deste cenário desolador, é que a Lagoa do Mato, localizado em São Raimundo Nonato está deixando de ser um local em que a natureza deveria ser apreciada para um local de reservatório de esgoto e dejetos.

A reportagem da Rede Piauí de Notícias entrou em contato com a Prefeitura de São Raimundo Nonato e com o Ministério Publico do Piauí e não obteve nenhum posicionamento formal até o fechamento desta matéria. Estamos abertos para qualquer esclarecimento.

Notícias

MAIS NOTÍCIAS